14.7.11

O que é o HAARP?


 
Visitando a feira das Ciências  da Escola Estadual Tancredo de Almeida Neves em Carlinda, deparei com esse título. A primeira impressão é que se tratava de uma doença, um problema de pele, ou coisa afim. Mas ao parar e ouvir os alunos percebi que estava diante a uma nova proposta de transmissão de ondas de rádio que eu não tinha conhecimento. Talvez  eu já tenha lido sobre o HAARP e não prestado e não dado a devida atenção que o assunto merecia.
HAARP vem do inglês High-Frequency Ative Auroral Research Program traduzindo  Programa de Investigação de Auroras Ativas de Alta Frequência. É um projeto que  iniciou suas atividades em 1990,  nos Estados Unidos. Consiste em um transmissor de alta potência (3.600 kilowatts) que é usado para excitar de forma temporária uma área limitada da ionosfera e um grupo de instrumentos muito sofisticados, com destaque de 180 antenas, desenhados para observar os processos físicos que acontecem na região excitada. Visa compreender melhor o funcionamento das transmissões de ondas de rádio na faixa da ionosfera, parte superior da atmosfera. Para realizar este estudo a antena de alta freqüência do Haarp envia ondas para ionosfera visando aquecê-las. Segundo relatos oficiais o projeto tem como objetivo principal ampliar o conhecimento obtido até hoje sobre as propriedades elétricas da ionosfera terrestre.
Com o funcionamento pleno desse projeto, os Estados Unidos dominariam as transmissões de dados através das ondas de rádio. E como todos os projetos dos Estados Unidos geram polêmicas esse não seria diferente. Acusam de, ao aquecer a ionosfera, provocar catástrofes no planeta. Alguns críticos afirmam, sem provas científicas, que o terremoto no Haiti foi provocado pelos cientistas do HAARP.
Ainda é cedo para afirmarmos quais consequências nocivas o HAARP trará para nosso planeta, assim também os benefícios, que certamente serão um desenvolvimento  maior para o país de detém essa tecnologia. Mas os alunos da Turma 2ª Série “B” do Ensino Médio, orientados pelo professor  Alesson do Nascimento Bitencourt estão de parabéns por alertar-nos sobre mais essa “Novidade” e atiçar nossa curiosidade.
Valter Figueira

Um comentário:

SSOVIDEO disse...

O conhecimento de uma pessoa não a ninguem que o tire. obrigado.