24.3.14

Um poema antigo e inédito

Cansamos de falar
que a coisa está errada
que é tudo fachada
mas ninguém acredita
e nem querem acreditar

O povo não tem ordem
tem desordem e a vida
é uma maravilha para aquele
que tem dinheiro
e quer comprar o mundo inteiro.

Ninguém compra a Bósnia
porque lá não há petróleo
e não é o Kwuait

Cansamos de ouvir o povo
dizer que ninguém faz nada
ele mesmo tem opinião errada
sem consciência é vendido
é comprado é negociado
e ainda bate palmas
para aquele que faz promessas.
É tudo lorota, é papo furado.

O político diz que falta
verba para a educação
para acabar com a corrupção
e para a administração.
Ninguém lhe pergunta
de onde sai o seu salário
e nem onde está a verdade
no que ele disse.

Compra droga usa cocaína
depois diz que é inocente
mente, mas jura que não mente
jura que tem razão porque é importante
e assim engana o povo novamente

E a justiça é cega, mas
quando quer ver é manipulada
e a consciência do povo ignorada.

E o povo?
o povo sonha em ficar rico
ter muito dinheiro
e comprar o mundo inteiro.
Mas ele não vai comprar a Bósnia
porque lá não há petróleo
e nem é o Kuwait.
Valter Figueira
Poema escrito em 1993, um grito sobre o que

estava acontecendo em Alta Floresta e no mundo.

3 comentários:

Sergio Santana de Oliveira disse...

Parabéns colega pelo poema, ate agora só ouvimos dos politiqueiros é só bla...bla...ba..., temos muitos politicos honesto mais infeslimente é a menoria.

Graça Pereira disse...

Um poema que continua actual...Porquê? O mundo parou ou as pessoas já não pensam? Encolhem os ombros e afirmam: "Já não vale a pena" Será mesmo????
Bjs e uma boa semana.
Graça

Denise disse...

Valter, seu poema escrito em 1993, ainda é atual, infelizmente. Lindo poema sobre uma triste realidade. Muita paz!